FANDOM

1,940,683 Pages

StarIconGreen
LangIcon
Preto Damião

This song is by Skank and appears on the album Maquinarama (2000).

Ele chegou na ribeira
Chegou ligadão
Ele sorriu e beijou
Dez vezes o chão
Ele chegou sexta-feira
Guitarra e wah wah
Ah, ele sorriu e rezou
Só pra começar

Preto aprendeu na marra
Nas farras de Santana
Teve visão pra aprender
De um jeito que eu não sei
Preto aprendeu na marra
Nas farras de Santana
Teve visão pra aprender
De um jeito que eu não sei

Parecia um caso de ficção
Jimmy Hendrix no morro era o Preto Damião
Jonhy be good com legenda, uma lenda, é
Tudo que os meninos sonham mas não podem ser
Fazendo som, fazendo o bem, fazendo mais muito mais
Do que eles do que tu e do que eu
Inda dançava como um cão dando pulo pelo chão
Parecia um discípulo de Orfeu

Ele tocava din gui don e qui don mei baião
Com macumba e piscava pra você
Ganhava a vida em Corumbá, Morro de Pilão e Maranhão
E Lousiana e Manhattan no verão
Só pra poder, só pra poder forjar a lâmina do som
Passear a alma no campo da solidão
E ver o dedo finalmente aprender
A melodia que ninguém sabe fazer

Ele chegou na ribeira
Chegou ligadão
Ele sorriu e beijou
Dez vezes o chão
Ele chegou sexta-feira
Guitarra e wah wah
Ah, ele sorriu e rezou
Só pra começar

Preto aprendeu na marra
Nas farra de Santana
Teve visão pra aprender
De um jeito que eu não sei

Tudo começa na barriga da miséria
Escravo da Nigéria, trisavô de Damião
Chegou no tráfico do inglês, ou talvez holandês
Pra servir o senhorio português
Só pra dizer, só pra dizer que Damião aprendeu
Nesse rio submerso da esperança
Se entrega, negão, eu não me entrego, não
Vou buscar no mundo o que é meu

Ele chegou sexta-feira
Guitarra e wah wah
Ah, ele sorriu e rezou
Só pra começar

External links