FANDOM

1,927,262 Pages

StarIconGreen
LangIcon
​Nas Mãos Da Sorte

This song is by Sandy & Junior and appears on the album Sandy E Júnior (2006).

O menino que vivia da esmola na esquina
Largou a escola pra vender cocaina
E o outro que queria ser piloto de avião
Viaja com a pistola assaltando a condução
A menina que pensava em se tornar professora
Continua analfabeta e virou sequestradora
A polícia matou um ladrão de bicicleta
Aquele desnutrido que queria ser atleta
Sonhar não custa nada, a vida também não

Tudo Gira, o tempo passa e não
Ninguém tenta achar a solução
Abrir os olhos ajuda a enxergar
Lutar, crescer, fazer e poder sonhar

Deixar nas mãos da sorte o futuro
Não basta
Deixar nas mãos da sorte o futuro
Leva a nada

Qualquer um pode morrer por um tocado qualquer
Porque o dinheiro que falta e que sempre faltou
Tá na mão dos corruptos que a justiça soltou

Qual o preço a se pagar então
Por ninguem prestar mais atenção
Abrir os olhos ajuda a enxergar
Amar, viver, saber, ter o que buscar

Deixar nas mãos da sorte o futuro
Não basta
Deixar nas mãos da sorte o futuro
Leva a nada

It could happen right here in L.A.
It could happen right here im the U.S.A.
It could happen over there in Brazil today
It could happen to you
It could happen to me
No peace in the city and laws in jeopardy
So much pain to release and it wasn't letting me
Be myself in thir whole other reality
Cities across this nation-a-crumblin
Tumbling to a pitfall with a democrat republican party
Take over
Now picture that
Utskirts of hell
Oblivipus region
In the middle of nowhere where doom is the legion
Now to protect this sarth, is no longer the label
Now it's find to kill qhen it's willing and able
No more legit check, it's payed under the table
Do you understand?
Do you understand?

Deixar nas mãos da sorte o futuro
Não basta
Deixar nas mãos da sorte o futuro
Leva a nada

Deixar nas mãos da sorte o futuro
Não basta
Deixar nas mãos da sorte o futuro
Leva a nada

O político ladrão é o pior dos bandidos
Mata o povo de fome com um sorriso fingido
Nunca anda escondido, e na maior cara dura
É capaz de negar sau própria assinatura
De manha pode ir preso, mas é solto de tarde
Sem problema, no esquema de um sistema covarde
Onde falta remédio e falta rango na mesa
Falta vaga na escola e ta sobrando miséria e pobreza
Ta sobrando talento, e criatividade
Falta oportunidade
Falta terra no campo
Falta paz na cidade
Ta sobrando mentira
Ta faltando a verdade
E as nossas crianças tão perdendo a esperança
Tão crescendo com medo, separadas por grades