FANDOM

1,940,975 Pages

StarIconGreen
LangIcon
Enfim S.O.S.

This song is by Sérgio Godinho and appears on the album Tinta Permanente (1993).

Triste é muito triste
É demasiado triste
Quando
De tudo o que existe
Tudo parece
Do triste vermelho do S.O.S.

Mais vale estar só
Grito num sofoco
Socorro, corri
P'ró teu lábio louco
Lábios murmurando "enfim S.O.S."

S.O.S.
Parece que só se ouve essa palavra
Vem de todos os lugares
Vem dos mares, vem dos lares
Dos altares, dos bazares
Vêm alarmes similares
Parece que só se ouve essa sirene
Fala perene
Dentro da nossa voz

Vou de elevador
Rumo ao meu oitavo andar
Quem, no gravador
Dirá que me quer falar?
"Fale só depois do bip: S.O.S. ..."

Nunca ouvi essa voz
P'lo menos que me lembre
Desço até à rua
Em busca de um timbre
E todos me soam iguais: S.O.S. ...

S.O.S.
Parece que só se ouve essa palavra
Vem de todos os lugares
Vem dos mares, vem dos lares
Dos altares, dos bazares
Vêm alarmes similares
Parece que só se ouve essa sirene
Fala perene
Dentro da nossa voz

Esse que me parece
Ser o destino
Faz tanta pirueta
E depois o pino
E lê-se ao contrário também: S.O.S.

S.O.S.
Parece que só se ouve essa palavra
Vem de todos os lugares
Vem dos mares, vem dos lares
Dos altares, dos bazares
Vêm alarmes similares
Parece que só se ouve essa sirene
Fala perene
Dentro da nossa voz

Music by:

Sérgio Godinho

Lyrics by:

Sérgio Godinho

External links