FANDOM

1,999,586 Pages

StarIconGreen
LangIcon
Pedigree

This song is by Rogério Skylab and appears on the album Skylab (1999).

Watch video at YouTube
Pobre de mim, que não tenho pedigree!
Vivo esperando uma luz, um blues, um "sim"
Se não me vêm, não tem de quê
Arrumo um jeito pra esquecer
E canto assim:
"Iô-iô-iô-iô..."

Num outro dia, eu caí e me espatifei
Levei um tombo e rachei meu pince-nez
Eu vi estrelas e foi bom
Nasceu a dor e o céu luziu
Cantei assim:
"Iô-iô-iô-iô..."

Num outro dia, vi o diabo atrás de mim
Um par de córneos e uma capa carmesim
Como é bonito ser assim!
Beijei o diabo e disse assim,
Eu disse assim:
"Iô-iô-iô-iô..."

Depois, por fim, numa nuvem cor de anis
Anjo divino enterrou a espada em mim
E, no entanto, agradeci
Pela beleza que há em ti
Que há em ti
Iô-iô-iô-iô...

Pra terminar, resolvi chegar ao fim
Arsênico e HIV pra mim
Confesso: não me arrependi
O abismo é bom, vamos cair!
Vamos cair!
Iô-iô-iô-iô...

Credits

Written by:

Rogério Skylab

External links