FANDOM

1,941,331 Pages

PortugueseEdit

Dentro do meu carro
A estabilidade
Me faz acreditar
Que está tudo bem
Tudo em seu lugar

E logo me esqueço
Tudo tem seu preço
Aumento a velocidade
E atravesso a cidade
Sem pensar
Sem pensar
Sem pensar

Em mais ninguém
A não ser em quem gosta de mim
E esqueci numa curva que fiz
Tão veloz que o amor
Não morreu por um triz
Não morreu por um triz

Mas naquela estrada
Naquela madrugada
Acho que matei alguém
E no mesmo instante
Morri um pouco também

Fui até ao rapaz
Que ainda vivia
E vendo ele morrer
Sem saber o que fazer
Segurei sua mão fria

Vi que era pobre
Moço sem instrução
Cheirava a pinga barata
Uma aliança no dedo
Talvez fosse um ladrão

Ajoelhei-me ao seu lado
Me disse o atropelado:
Fiquei com a pior parte
De tudo o que é chamado
Civilização

Devolva este anel
Pra dona daquele bordel
Foi lá que eu roubei
Diga pro dono do bar
Que minha conta encerrei

Silenciou de repente
Gemeu como um cão
E sobre o asfalto quente
Seu sangue escorreu suavemente
Todo pelo chão

Olhei a cidade
Olhei pro meu carro
Voltei a correr
Pensei em fugir
Quis não mais viver

Quis não mais viver
Com mais ninguém
A não ser com quem gosta de mim
E esqueci numa curva que fiz
Tão veloz que o amor
Não morreu por um triz
Não morreu por um triz

Olhei a cidade
Olhei pro meu carro
Voltei a correr
Pensei em fugir
Quis não mais viver
Quis não mais viver
Quis não mais viver

English translationEdit

Inside my car
The stability
Makes me believe
That everything's fine
Everything in its place

And I soon forget
Everything has its price
I raise up the speed
And cross the town
Without thinking
Without thinking
Without thinking

In nobody else
Except by who likes me
And I forgot in a curve I've done
So fast that the love
hasn't died for a little
hasn't died for a little

But in that road
At that night
I think I've killed someone
And in the same moment
I've died a little, too

I went to the man
Who was still alive
And seeing him dying
Without knowing what to do
I've hold his cold hand

I saw he was poor
A man without studies
He smelt like cheap cachaça
A wedding ring on his finger
Maybe he was a thief

I've got down on my knees beside him
The overpassed man has said to me:
"I took the worst part
Of everything it's called
Civilization

Give this ring back
To the owner of that brothel
I robbed it there
Tell to the bar's owner
That I've closed my bill"

He has gone silent suddenly
He has moaned like a dog
And, over the warm asphalt
His blood has drained softly
All over the floor

I've looked at the city
I've looked at my car
I've returned to running
I've thought about running away
I haven't wanted to live anymore

I haven't wanted to live anymore
With anyone else
Except with who likes me
And I've forgotten in a curve I've done
So fast that the love
Hasn't died for a little
Hasn't died for a little

I've looked at the city
I've looked at my car
I've returned to running
I've thought about running away
I haven't wanted to live anymore
I haven't wanted to live anymore
I haven't wanted to live anymore