FANDOM

1,927,802 Pages

StarIconGreen
LangIcon
​Rabo Preso

This song is by Jorge Ben and appears on the album Homo Sapiens (1995).

Você sabia que é mais fácil
Namorar um fêmea alienígena
Do que ganhar na loteria?

Olha o rabo
Olha o rabão
Tá de rabo preso
Tá de rabo preso
Tá de rabo preso, irmão
Piranha
Piranha não morde jacaré
Porque jacaré nada de costas
Lá na roça, cada enxadada uma minhoca
Barata cansada não atravessa galinheiro
Escova nova é melhor do que escova velha
Deixa os dentes clarinhos, limpinhos e afinadinhos
Companheiro, quem deixou a raposa entrar
Só sobraram penas para fazer travesseiros
Dente de alho oxigena a cabeça e o coração
O hálito eu não garanto mas espanta o mau olhado e assombração
Ninguém está livre de uma divine white
Divine black
Divine brown
Olha o rabo
Olha o rabão
Tá de rabo preso
Tá de rabo preso
Tá de rabo preso, irmão
Piranha
Piranha não morde jacaré
Porque jacaré nada de costas
Alô querida, o que você está pensando da vida
Meu índice de competência continua normal
Eu também quero reajuste
O umbu dos Mendes tá preocupado
Com as alíquotas de Madame Carlota
Caindo, caindo
O mandarim filosofa sorridente
Cavalo dado não se olha os dentes
Mas cavalos lentos e mulheres ligeiras salientes
Não há cartão de crédito que aguente
Aquela pizzaria recebeu uma encomenda de trezentas pizzas
E o topete já foi pra Portugal, mas quer voltar
Quem disse que índio não lê jornal
Na matina ouve-se o Zuque telefonando para aquela formosura
Com todo respeito, que loiraça, que loucura
Groover, meu amigo Groover
O que seria do funk sem você
Vinte e dois
Trinta e três
Meu amigo, você não tem nada, passe bem
Seja feliz outra vez, porque
Olha o rabo
Olha o rabão
Tá de rabo preso
Tá de rabo preso
Tá de rabo preso irmão
Piranha, piranha
Piranha não morde jacaré
Porque jacaré nada de costas