Fandom

LyricWiki

Indrominado:Cada Macaco No Seu Galho Lyrics

1,870,089pages on
this wiki
Add New Page
Talk2 Share

Ad blocker interference detected!


Wikia is a free-to-use site that makes money from advertising. We have a modified experience for viewers using ad blockers

Wikia is not accessible if you’ve made further modifications. Remove the custom ad blocker rule(s) and the page will load as expected.

StarIconBronze
LangIcon
Cada Macaco No Seu Galho

This song is by Indrominado and features Brincos.

Indrominado:
Por Portugal mal amado
Por esta sociedade mal criado
Quero ser ouvido e percebido
Mas nunca nunca promovido a V.I.P.
Trago a descórdia, planto a desconfiança
Ressuscito a ganância dando a luz à vingança
No mundo onde vivemos, onde lutamos por tudo aquilo que sonhamos
Acreditamos no que fazemos, somos convictos e invictos
Quando libertamos a raiva para com o meio onde vivemos
Reflectimos a nossa vida através do fio condutor, cobra nosso ouro
Amigos e inimigos juntam-se à volta dele
É o nobre comportamento que nos leva à verdade
Por dentro de habitações em bairros não só socias
Somos a prova do quanto isto cresceu
Não somos especiais, mas foi à nossa pala que isto tudo nasceu
Afinal, quem somos nós
Aqueles deliquentes que só usam a voz
Somos sim, orgulhosos no que fazemos
Mandamos abaixo venenosos e invejosos, manos
Queremos duas coisas, compreensão e justiça

Indrominado + Brincos:
Cada macaco no seu galho
Mãos à obra, vamos ao trabalho
Nada cai do céu, luta mano
Um dia terás tudo o que é teu

Brincos:
Compreende mano, a vida não é como tu queres
Mas sim, como ela quer que seja
Não dês a luz verde à inveja
É agora ou nunca, mortal kombat na arena
Frente a frente, olhos nos olhos
Merdas destas há praí aos molhos
Manos das forças resistentes da guerrilha NOL
Oiçam a palavra escrita no papel
Não por acaso, mas sim por sentimento
Eu, registo tudo aquilo que lamento
Estou e sou atento
Analiso tudo por fora ou por dentro
Pois o que sinto, eu não desminto
Mano observa, estar certinho
É o inicio para sair do mau caminho
Desculpem lá, mas eu sou assim
Cada macaco no seu galho
É mesmo assim, cada macaco no seu galho

Indrominado + Brincos:
Cada macaco no seu galho
Mãos à obra, vamos ao trabalho
Nada cai do céu, luta mano
Um dia terás tudo o que é teu

Cada macaco no seu galho
Mãos à obra, vamos ao trabalho
Nada cai do céu, luta mano
Um dia terás tudo o que é teu

Also on Fandom

Random Wiki