FANDOM

1,927,810 Pages

English PencilEdit

I do not want to tell you, my great love
Of things I've learned from music records
I want to tell you how I lived
And everything that happened to me

Living is better than dreaming
I know that love is a good thing
But I also know that any singing is smaller than the life
Of any person

So, take care, dear
There is danger on the corner
They have won
And the traffic light is closed to us who are young

To embrace your brother and kiss your girl on the street
It is for that your arm, your lip and your voice were made

You ask me about my passion
I say I am delighted with a new invention
I will stay in this city, I will not go back to the sertão
For I see coming in the wind, the smell of the new season
I know everything in the living wound of my heart

It's been a while, I've seen you on the street
Hair in the wind, young people gathered
On the wall of the memory
This recollection is the picture that hurts the most

My pain is to realize
That, even though we have done all that we have done
We are still the same and we live
We are still the same and we live
Like our parents did

Our idols are still the same
And appearances do not deceive, no
You say that after them
No one else has appeared

You can even say that I'm out
Or that I'm making it up
But it is you who love the past and who do not see
It is you who love the past and who do not see
That the new always comes

Today I know that the one who gave me the idea
Of a new conscience and youth
Is at home kept by God counting money

My pain is to realize
That, even though we have done all, all, all that we have done
We are still the same and we live
We are still the same and we live
We are still the same and we live
Like our parents did

Original (Brazilian Portuguese) PencilEdit

Não quero lhe falar, meu grande amor
Das coisas que aprendi nos discos
Quero lhe contar como eu vivi
E tudo que aconteceu comigo

Viver é melhor que sonhar
Eu sei que o amor é uma coisa boa
Mas também sei que qualquer canto é menor do que a vida
De qualquer pessoa

Por isso cuidado meu bem
Há perigo na esquina
Eles venceram
E o sinal está fechado prá nós que somos jovens

Para abraçar seu irmão e beijar sua menina na rua
É que se fez o seu braço, o seu lábio e a sua voz

Você me pergunta pela minha paixão
Digo que estou encantada com uma nova invenção
Eu vou ficar nesta cidade, não vou voltar pro sertão
Pois vejo vir vindo no vento, o cheiro da nova estação
Eu sei de tudo na ferida viva do meu coração

Já faz tempo, eu vi você na rua
Cabelo ao vento, gente jovem reunida
Na parede da memória
Essa lembrança é o quadro que dói mais

Minha dor é perceber
Que apesar de termos feito tudo que fizemos
Ainda somos os mesmos e vivemos
Ainda somos os mesmos e vivemos
Como os nossos pais

Nossos ídolos ainda são os mesmos
E as aparências não enganam não
Você diz que depois deles
Não apareceu mais ninguém

Você pode até dizer que eu tô por fora
Ou então que eu tô inventando
Mas é você que ama o passado e que não vê
É você que ama o passado e que não vê
Que o novo sempre vem

Hoje eu sei que quem me deu a idéia
De uma nova consciência e juventude
Tá em casa guardado por Deus contando vil metal

Minha dor é perceber
Que apesar de termos feito tudo, tudo, tudo que fizemos
Nós ainda somos os mesmos e vivemos
Ainda somos os mesmos e vivemos
Ainda somos os mesmos e vivemos
Como nossos pais