Fandom

LyricWiki

Da Weasel:Jay Lyrics

1,869,320pages on
this wiki
Add New Page
Talk0 Share

Ad blocker interference detected!


Wikia is a free-to-use site that makes money from advertising. We have a modified experience for viewers using ad blockers

Wikia is not accessible if you’ve made further modifications. Remove the custom ad blocker rule(s) and the page will load as expected.

StarIconGreen
LangIcon
Jay

This song is by Da Weasel and appears on the album Podes Fugir Mas Não Te Podes Esconder (2001).

Yo, Jay - tenho saudade dos tempos de garagem,
Com material de ... e muita coragem
Era tudo tão puro, tão seguro e verdadeiro
Curte pela curte, nem havia dinheiro
Só concertos de hardcore com o people lá da rua
Bezanas lixadas, cada um com a sua
Uma bola bem unida que juntava uma avenida
Tínhamos respeito por direito pela atitude
assumida
Sábado à tarde no Rock Rendez Vous para curtir um
trash
Muito suor, nódoa negra, muito cheiro de haxe
Putos atrevidos com muito feeling e vontade
Mas sem uma noção muito certa da realidade

Yo, Jay – E aquela guitarra marada?
Tenho saudades, bro – Bora dar uma matada!
Yo, Jay – E aquela guitarra marada?
Tenho saudades bro, bora dar uma matada!

Yo, Jay e aquela guitarra marada?
Uma Segovia prateada espacial e estrelada
Nem queria acreditar quando a compraste
Foi usada e massacrada em todo e cada traste
Malhas bem pesadas solos numa corda só
Não sabíamos distinguir o mi do sol, o ré do dó
Foi aí que tudo começou de certa maneira...
Concertos frente ao espelho fora de brincadeira
Telediscos imaginados até ao pormenor
Com cenários de luxo, kid – tudo do melhor
Quem diria que iríamos chegar aqui?
Ainda há tanto para curtir – esta vai para ti

Yo, Jay – E aquela guitarra marada?
Tenho saudades, bro – Bora dar uma matada!
Yo, Jay – E aquela guitarra marada?
Tenho saudades bro, bora dar uma matada!

Mudaram os tempos, mas não mudaram as vontades
O feeling é o mesmo, só diferem as idades
Fazemos o que queremos, quase como queremos
Mas nas coisas importantes sabes a sorte que nós
temos
Ganhar alguma guita a fazer o que se gosta
Concertos flashados do interior até à Costa
O Guillaz a partir os camarins, mijar nas portas
dos hotéis
Fim da noite toda a gente aos papéis
Ahh... tou na pausa com o Quacas, conosco nunca há
macas
E as mocas já são fracas
O puto v não pára quieto e já ninguém o vê
Ambos sabemos muito bem a fazer o quê

Yo, Jay – E aquela guitarra marada?
Tenho saudades, bro – Bora dar uma matada!
Yo, Jay – E aquela guitarra marada?
Tenho saudades bro, bora dar uma matada!

Also on Fandom

Random Wiki