Fandom

LyricWiki

Amália Rodrigues:Fado Lisboeta Lyrics

1,868,253pages on
this wiki
Add New Page
Talk0 Share

Ad blocker interference detected!


Wikia is a free-to-use site that makes money from advertising. We have a modified experience for viewers using ad blockers

Wikia is not accessible if you’ve made further modifications. Remove the custom ad blocker rule(s) and the page will load as expected.

StarIconGreen
LangIcon
Fado Lisboeta

This song is by Amália Rodrigues and appears on the album Fado Lisboeta (1996).

não queiram mal a quem canta
quando uma garganta se enche e desgarra
que a mágoa já não é tanta
se a confessar à guitarra
quem canta sempre se ausenta
da hora cinzenta da sua amargura
não sente a cruz tão pesada
na longa estrada da desventura

eu só entendo o fado
p'la gente amargurada à noite a soluçar baixinho
que chega ao coração num tom magoado
tão frio como as neves do caminho
que chora uma saudade ou canta ansiedade
de quem tem por amor chorado
dirão que isto é fatal, é natural
mas é lisboeta
e isto é que é o fado

oiço guitarras vibrando e vozes cantandona rua sombria
as luzes vão se apagando a anunciar que é já dia
fecho em silêncio a janela, já se ouve na viela
rumores de ternura
surge a manhã fresca e calma
só na minha alma é noite escura

eu so entendo o fado
p'la gente amargurada à noite a soluçar baixinho
que chega ao coração num tom magoado
tão frio como as neves do caminho
que chora uma saudade ou canta ansiedade
de quem tem por amor chorado
dirão que isto é fatal, é natural
mas é lisboeta
e isto é que é o fado

Also on Fandom

Random Wiki